O destino os uniu na infância, transformando-os em melhores amigos da noite para o dia. Desde que conseguia se lembrar, ela contava os dias para o verão, apenas pare vê-lo novamente e ter certeza que nada havia mudado durante o tempo que estavam separados.
Mas nada nunca mudou. Nada além de seus sentimentos por ele que infelizmente, não foi o suficiente para impedir que o destino finalmente levasse o que havia juntado.
Sem mais ligações até a madrugada, sem mais férias de verão para os dois. Por quê? Só o destino pode saber, pois ela nem mesmo desconfia.
Ele mentiu o tempo todo ou apenas deixou de ser a criança que era para viver sua vida?
Ela nunca saberia a verdade, tudo o que sabia era que estava apaixonada por alguém que havia sumido sem avisar, mesmo depois de tantos planos e promessas, a deixando apenas com suas lembranças de verão.
Mas será que o destino é realmente tão cruel a ponto de afastar para sempre duas pessoas que se amam?

Escrita e betada por:
M. Angeli

Capítulos 01 A 12

Eu entendia também que eram só beijos, que morávamos longe um do outro e que o máximo que poderíamos ter era um amor de verão, mas não conseguia evitar, de forma alguma a tristeza que sentia, especialmente sabendo que era hora de ir embora e que, talvez, não voltasse mais.

Leia

Capítulos 13 A 27

Eu nunca tive dúvidas em relação ao que sentíamos um pelo outro ou ao quanto eu a amava, mas ainda assim era horrível depender da palavra de outra pessoa para saber de sua própria vida.

Leia

Capítulos 28 em diante

Acordei em um sobressalto, com a respiração descompensada e em uma cama de hospital. Não tinha ideia do que tinha acontecido ou de como havia chegado lá, sabia apenas de uma coisa: Me lembrava de tudo, mas não me sentia melhor ou aliviado por isso, muito pelo contrário.

Leia