Última atualização: Junho/2018
Visitas:

One

O nome da minha mãe era Alana.
Ela costumava me contar histórias, poemas, contos e tudo mais sobre as flores que cultivava, também daquelas que sonhava um dia ter no nosso jardim em Vermont.
Um dia ela veio até a mim e falou “Seja uma flor silvestre, . Isso foi a última coisa que ela me disse. Eu nunca pude descobrir o que ela queria dizer com isso. Claro que eu tinha minhas teorias, mas nada era muito concreto.
Encarei aquela caixa e me perguntei se ela seria responsável pelas últimas palavras de alguém assim como uma foi para ela no passado, mas agora já estava há tempo demais sobre meu cuidado para eu simplesmente colocá-la de volta onde a encontrei.
Era o maior erro que eu havia cometido em Londres e só havia se passado uma semana desde quando mudei. Meu novo apartamento era perfeito, Luna e sua equipe de design haviam feito um trabalho esplêndido decorando o lugar com minha tia, por trás das minhas costas, mas verdadeiramente me fazia sentir em casa.
Olhei os lírios que cresciam na minha mesa pela última vez antes de sair, próximos da caixa de papelão do Sr. , que o correio havia entregado na semana passada. Eu realmente esperava que eles não morressem, porque ao contrário da minha mãe, eu era péssima em cuidar de outros seres. Flores não eram meu forte, mas eu admirava sua beleza.
O corredor sempre estava escuro quando eu saía para trabalhar. O sol havia acabado de se pôr e nunca tinha ninguém por ali naquela hora da noite, então o sensor não acendia as luzes enquanto eu não saía.
Pela primeira vez, estavam acesas.
— Boa noite.
Eu o cumprimentei quando tranquei minha porta e saí sem repará-lo. Pra minha não tão surpresa, ele não disse nada. Ainda estava me acostumando com a maneira que os Londrinos viviam. Só então eu percebi que aquela era minha janela perfeita para me livrar do pacote. Parei de caminhar e me virei apenas para encontrar seus olhos em cima de mim enquanto abria sua própria porta. Havia algo diferente em seu olhar e meu coração afundou no mesmo instante.
— Ei, então, tem uma caixa que chegou para você há uma semana, deixei em sua porta para você, mas nossos vizinhos tropeçavam toda hora, então eu decidi levá-la para dentro. — Eu o encarei bem nos seus olhos azuis e ele ainda estava olhando para mim como se eu fosse uma espécie de extraterrestre. — Bem, de todo caso, — eu cocei a cabeça e desviei o olhar — a senhora do andar de cima me disse que você geralmente fica longe por longos períodos, de vez em quando, então eu pensei “por que não?”. Eu só espero que não seja uma bomba. — dei de ombros.
Ele continuava em silêncio. Eu não havia percebido o quão frio eles podiam ser e senti falta da minha América mais do que nunca. Até mesmo com todas as dificuldades que eu enfrentei por lá, ainda era minha casa. Tinha imaginado seriamente que não as teria por aqui. Mas também como ele podia falar algo enquanto eu fazia todo o trabalho por mim e por ele? Ah, santo Deus. Eu estava falando demais, como sempre.
Senhor deu um sorriso grande e eu me vi presa encarando seus dentes alinhados. Ele rapidamente se transformou em uma risada que infectou meus nervos e eu ri de volta sem humor algum, só tentando entender o que eu havia dito de errado dessa vez.
— Não é, não. — ele me garantiu. Tinha um sotaque britânico tão forte. Sorri e assenti, concordando.
— Ai que bom! — eu simplesmente não pude esconder meu alívio e isso me fez parecer ainda mais feito uma piada diante aos seus olhos. — sabe… porque eu tive que assinar meu nome nos papéis da companhia de entrega, eu não quero ser uma cúmplice.
Minha mente disse “vítima”, mas eu recusei deixar aquilo sair em voz alta. Eu já era uma diversão pra sua tarde.
Mas com aquele sorriso eu jurava que podia fazer aquilo durante todas elas.
Ele riu mais uma vez.
— Eu estou falando demais. Olá. Sou .
Estendi minha mão em sua direção e ele a tomou, sacudindo. Por um segundo eu imaginei se o seu lado britânico frio prevaleceria e me ignoraria. Deus, eu fui criada sendo amiga de todos os meus vizinhos, não podia simplesmente falhar naquele ponto da minha vida.
— Olá, sou .
— É, eu li no pacote… — dei de ombros mais uma vez, já que aparentemente era a única coisa que eu podia fazer. Ele tinha um efeito venenoso sobre mim. — enfim, deixe-me ir buscar.
— Precisa de ajuda?
— Não, obrigada.
Dispensei tão depressa que ele deve ter assustado. Meu apartamento estava uma zona e havia rumores de que talvez pudesse ter roupa suja espalhada pelo chão. Em minha defesa, eu não tinha muito tempo livre.
Meus lírios estavam do mesmo jeito que da última vez que olhei, há cinco minutos atrás, ainda não mortos. A caixa era pesada e se fosse um centímetro maior, não caberia em meus braços. Quando seus olhos pousaram nela, ele acelerou para pegá-la.
— Não posso te agradecer o suficiente.
— Sem problemas. — sorri e tranquei a porta. — bem, eu preciso ir ou chegarei atrasada pro trabalho. — gesticulei aleatoriamente, apertando os olhos em seguida.
acenou um adeus e eu me afastei o mais rápido que pude, porque eu jurava pela minha vida que esse oxigênio que eu respirava estava envenenado com seu charme.
— Senhorita ?
Eu me virei. Tão. Rápido.
Merda.
— Bem vinda à cidade.
Ele abriu seu apartamento e eu involuntariamente tentei dar uma olhadinha no lado de dentro. Parecia muito mais organizado do que eu era capaz de sonhar em deixar o meu.
— Como você sab…? — meus olhos rapidamente voltaram-se até ele.
— Seu sotaque. — ele piscou. — talvez eu possa te mostrar os arredores em algum momento?
Eu assenti.
— Seria ótimo. — ainda estava completamente perdida naquela vizinhança. — Bem vindo também.
ergueu a sobrancelha e eu havia, de repente, voltado ao ponto em que eu era um ET.
— De volta, digo. Já que eu sei que faz pelo menos uma semana. Enfim, não estou te stalkeando. — ergui as mãos. Ele tentou o seu melhor para não rir, mas eu conseguia vê-lo sorrir de lado mesmo estando longe. — de qualquer maneira, preciso ir ou estarei demitida.
— Obrigado pela encomenda.
— De nada.
Apertei o botão do elevador e rezei pra Deus me trazê-lo o mais rápido que ele pudesse. Ele me atendeu. Era um bom ouvinte.
Me apoiei contra o espelho no fundo e soltei um suspiro com o mais puro alívio de todos. A “bomba” estava finalmente fora da minha supervisão.
Eu só esperava não morrer.
As portas do elevador estavam se fechando quando eu apertei o botão do térreo e ergui o olhar, o vendo me observando pela fresta da sua porta.
Pelo menos agora eu tinha alguém pra conversar em Londres.




Continua...



Nota da autora: PENSA NUMA PESSOA ANIMADA PRA CARAMBA, DOIDA PRA ESSA FIC ENTRAR? Essa sou eu. A mesma pessoa que disse que não ia mais ter duas longs em andamento ao mesmo tempo, e agora tem três. OPS. (Leiam Best Nanny Ever com o Brooklyn Beckham e Summer Blessings com o Henry Cavill! Mas são interativos e dá pra ler com qualquer um 💗)
Essa fic é muito querida no meu coração e eu realmente espero conseguir passar pra vocês o melhor dela.
Em breve tem mais! Enquanto isso, não esquece de deixar um comentário pra mim <3

🌷 REDES SOCIAIS 🌷
DA AUTORA


DA FANFIC

🌷 OUTRAS FANFICS 🌷
EM ANDAMENTO
Summer Blessings {Henry Cavill}
Best Nanny Ever {Brooklyn Beckham - Restrita}
Hearts Like Wildflowers {Tom Hiddleston}

FINALIZADA
Vide {Outros - Restrita}

FICSTAPES
01. Best Song Ever {Midnight Memories, One Direction - Restrita}
02. Send My Love (To Your New Lover) {25, Adele}
02. Story of My Life {Midnight Memories, One Direction}
02. Who's That Boy {Unbroken, Demi Lovato}
03. Eyes Closed {Hopeless Fountain Kingdom, Halsey - Restrita}
04. Neon Lights {DEMI, Demi Lovato}
05. Run Wild {24/Seven, Big Time Rush}
05. Unconditionally {Prism, Katy Perry}
06. Nightingale {DEMI, Demi Lovato}
07. Fearless {Fearless, Taylor Swift - Restrita}
08. Confetti Falling {24/Seven, Big Time Rush}
08. Forget Forever {For You, Selena Gomez}
08. Happily {Midnight Memories, One Direction}
08. Never Grow Up {Speak Now, Taylor Swift}
09. Olivia {Made in the A.M., One Direction - Restrita}
10. A Year Without Rain {For You, Selena Gomez}
10. Escape (The Piña Colada Song) {Awesome Mix Vol. 1}
10. Give Your Heart a Break {Unbroken, Demi Lovato}
11. Witchcraft {Fifty Shades of Grey - Restrita}
11. You're Not Alone {Elevate, Big Time Rush}
15. Young God {Badlands, Halsey - Restrita}
17. Superman {Speak Now, Taylor Swift - Restrita}
18. The Best Day {Fearless, Taylor Swift}

ESPECIAIS DE BEST NANNY EVER
Especial de Natal
If Every Day Was Christmas {Outros - Shortfic}
Especial do Oliver
02. Castle on the Hill {Divide, Ed Sheeran}
Especial da Grace
03. Eyes Closed {Hopeless Fountain Kingdom, Halsey - Restrita}
Especial da Brittany
08. Confetti Falling {24/Seven, Big Time Rush}
Especial da Olivia
08. Forget Forever {For You, Selena Gomez}
Especial de Ano Novo
09. Olivia {Made in the A.M., One Direction - Restrita}
Especial da Brittany
11. You're Not Alone {Elevate, Big Time Rush}
Crossover com American Boy, da Mandie
15. Young God {Badlands, Halsey - Restrita}

ESPECIAIS DE VIDE
Especial da Elena
06. Nightingale {DEMI, Demi Lovato}
Especial do Benjamin
08. Never Grow Up {Speak Now, Taylor Swift}
Vide 2 (Parte I)
18. The Best Day {Fearless, Taylor Swift}


Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus